11.12.10

Primaveril

(...) tudo isso doeu muito, Glorinha.
Mas agora, olhando pela janela, vejo mirados para o céu os girassóis que plantei no início da primavera. Desde que minhas mãos ficaram sem as outras com as quais se ocupar, resolvi dar-me às sementes, que me aceitam mesmo sabendo que estou com elas para não ser só. Há isso de gratificante em dar-se aos girassóis: eles primeiro crescem no nosso coração para só depois brotarem na terra. Assim como quando a gente começa a ter amor por alguém; o amor pega e cresce porque, de certa forma, a gente quer que isso aconteça, e vai querendo e ajudando.
Por que eu me ocupei da semente, tenho colhido assim, em frutos intangíveis, a paz do canto de um passarinho. E que culpa tenho agora das flores que nascem sozinhas, nos canteiros, nos cantos, até no canto que a moça, distraída, canta espantando os seus monstros?

11 comentários:

Marina disse...

Maravilhoso de se ler. Maravilhoso de se imaginar.
Parabéns, Rute, pela sua maneira linda de escrever.
Um beijo.

Pitta disse...

Menina, que talento! Muito sério! :o

Calango! disse...

Que leitura suave. Posso falar? Ok - "quem cala consente" - as vezes prefiro seus textos mais curtos. Não por mera preguiça... Mas por, as vezes, serem mais "sólidos". Nos deixam um tempo maior para divagações... É como uma pequena porção de algo grandioso. A pequena fatia de um bolo enconfeitado. Você saboreia aquela pequena ponta, e fica imaginando quão bom deve ser aquele bolo COMPLETO. Mas você NUNCA deve comer aquele bolo completo... As consequencias são desastrosas. É isso.. Acho que escrevi muito, e devo ter dito pouco. Mas sabe como é essa coisas das letras que escorrem pelos dedos, né? Eu só quis expressar a minha opinião e as palavras foram surgindo.. Mas pode deixar que eu já estou correndo atrás do tal do ponto final... Achei.

Ana Schena disse...

Me deram uma terfa de passar a 10 pessoas um selinho :)
Olhe ai - http://condivisionedivita.blogspot.com/2010/12/selo-de-qualidade.html #comenta?

Que Jesus te abençoe:*

Douglas Thaynã disse...

Incrível, Rute!

Sara Carneiro disse...

Que saudade dos teus textos, Rutinha *-* Mais uma vez, lindo! Nem preciso falar o quanto eu gosto do teu blog né? 3 beijos.

Passa lá: http://sara-rsc.blogspot.com/

Rodolpho Padovani disse...

Tem umas flores que são iguais as das propagandas do Greenpeace, crescem em lugares inesperados, mas é assim mesmo que acontece, sempre tem alguém que vai apreciar essa beleza um dia.

Bjs =)

Babi Leão disse...

Que saudades desses docinhos!
Amei, como sempre, principalmente porque é a definição perfeita de AMOR!
lindo! Beijinhos!

Babi Leão disse...

Que saudades desses docinhos!
Amei, como sempre, principalmente porque é a definição perfeita de AMOR!
lindo! Beijinhos!

Julie Grudtner disse...

Ai! Que coisa mais linda! Adorei essa postagem!

Já sigo seu blog!

Viaggio Mondo - assessoria comunicação disse...

Olá, Rute!

Seu blog é muito bom, adorei!

Quero aproveitar para te convidar à conhecer meu blog também e participar da Promoção 1001 Seguidores. Como prêmio você pode levar para casa uma das agendas 2011 recheadas de fotos dos mais de 40 países que visitei! Se quiser, traz seus amigos e leitores também! :D

Te aguardo! :)

Bjos!